9 de set de 2010

Viajando com Nosso Lar

Tive a grande honra e prazer de assistir ao filme "Nosso Lar". Minha viagem ontem ao assistir o filme foi espetacular. Quantas lições!!!

Eu fiquei encantada em como pude me perceber nos personagens podendo assim experienciar emoções e valores tão engenhosamente criados na tela. Com a ajuda de André Luiz e desta produção espetacular, caminhei na minha própria estrada de encontro ao "Meu Lar" e ao "Meu Umbral". Como Psicóloga e constante estudante da alma, a busca dessa viagem interior é minha mola motivadora no caminho do auto-conhecimento.

Para aqueles que já leram o livro e conhecem sua mensagem de tolerância e amor, o filme traz imagens inesquecíveis que materializam nossa imaginação, enriquecem nossa apreciação pelas mensagens trazidas a nós por André Luiz. Quem não conhece a obra será presenteado com uma narrativa clara, que sutilmente ensina os fundamentos da mensagem Espirita através da jornada de um espirito.

A representação visual contrastante entre o umbral e o Nosso Lar coloca em grande perspectiva a nossa dualidade espiritual, mental e emocional. Essa realidade interna do equilíbrio e desequilíbrio, entre o amor e o ódio, entre a paz e a guerra tão bem representada pelo ator Renato Prieto, nos faz reconhecer o nosso atual estado evolutivo, nossas fragilidades e limitações. Escolher ver a "normalidade" das nossas imperfeições de condição humana em busca da luz é aceitar de forma natural nosso crescimento.

O filme Nosso Lar, me proporcionou o encontro com essa realidade e me fez refletir onde estou e para onde quero ir. Estar aberta para essa escolha é uma fonte energizadora de liberdade e de exercício em busca da felicidade e realização pessoal.

As cenas do hospital da colônia Nosso Lar nos traz a tranquilidade interna do silêncio, expulsa os barulhos da mente para que a quietude interna proporcione o ambiente necessário ao encontro com nossa essência e a fonte das leis divinas. Mais uma vez, o filme nos leva a refletir no poder do silêncio. A "água medicamentosa" foi o agente desse processo.

A trilha sonora composta pelo gênio da música considerado um dos compositores mais influentes do século 20, Philip Glass, constantemente nos convida a tecer suaves cordas vibracionais do nosso intimo com a arte divina. Nas cenas musicais do filme uma nova oportunidade de experienciar a harmonia, fazendo-nos mergulhar em sensações de alegria, quietude e união.

O filme nos traz uma mensagem de otimismo e esperança. As emoções vivenciadas pelos atores traz ao telespectador sentimentos verdadeiros e sinceros, fazendo com que o filme seja uma conexão constante.

Morando no exterior a mais de 20 anos, "viajei" com Andre Luiz - O retorno dele ao Lar na Terra, é muitas vezes meu retorno a Pátria querida. Cenas tão emocionantes que me instigaram ao exercício do desapego. Como André Luiz, ao não aceitarmos as mudanças da nossa realidade perdemos a conexão interna. Ao nos desapegarmos deixamos de viver a ansiedade da separação e assim nos abrimos para a conexão maior, a do entendimento que somos todos ligados uns aos outros, somos UM SÓ através do AMOR!

A doutrina da reencarnação faz com que possamos exercitar a fraternidade, estender nossas afeições além dos laços do sangue, nos laços imperecíveis do Espírito.

Acredito que o cinema brasileiro enriqueceu com a grande direção de Wagner Assis que se estabeleceu como um grande "médium" das belezas eternas.

Com certeza esse é um filme para se assistir muitas vezes. Estarei levando meus filhos e meus amigos e recomendando a todos aqueles que buscam a paz e o encontro com o Divino.

Obrigada Wagner e a toda a equipe que me proporcionaram essa viagem tão bonita!

Obrigada André Luiz! Obrigada Chico!


Sandra Mussi
Psicóloga e Psicoterapeuta
Presidente Conselho Espirita Canadense

8 comentários:

  1. Adorei os seus comentários... Não vejo a hora de assistir o filme. PARABÉNS!!!

    ResponderExcluir
  2. boa tarde,adorei a seu comentario sobre o nosso lar o filme,bom se tds nós pudessimos ver a vida diferente td seria bem mas facil mas infilismente ainda tem seres humanos que ñ aceitam ou acreditam ,mas vamos la com o nossa mudança interior ,abrindo estradas novas para o novo amanhecer,adorei o filme e isso so me conforta ainda mas ,bjs
    regina

    ResponderExcluir
  3. Texto lindo e que representa perfeitamente o que vi e senti ao assistir Nosso Lar!! Parabéns pelas belas palavras, Sandra!!

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  4. Sandra,

    Que texto lindo este seu! Vi o filme hoje. Adorei, é claro. O filme é ensinamento em cima de ensinamento...voce não sabe como fico feliz de ver um filme como este sendo produzido no Brasil. Eu acabo de retornar ao Brasil apos 20 anos morando no exterior. E que presente, logo de cara ter este filme para assistir!!!!!

    Grande abraço no seu coração!

    ResponderExcluir
  5. maravilhoso irmã!
    adorei nosso lar, fui hoje assistir essa obra linda.
    meu pai esta descarnado há oito anos convidei ele para ir junto... sentir a presença dele perto de mim foi lindo.

    ResponderExcluir
  6. Assisti ontem com meu pai, minha mãe e meu marido. Meu marido apesar de não acreditar em vida após a morte não desgrudou os olhos da tela um minuto! Normalmente ele dormi em cinemas. Meus pais e eu somos espíritas há muitos anos. Simplesmente adoramos... eu e minha mãe choramos em muitas cenas, simplesmente maravilhoso. Mas o que me deixou mais emocionada, foi durante o café da manhã hoje, eu puxei assunto sobre o filme com meu marido, na tentativa de ver se alguma coisa mudou na sua maneira de ver o mundo, minha filha de sete anos entrou no meio da conversa para dar a "sua opinião" e falou com muita calma: - eu acredito na mamãe, existe vida depois da morte. Pronto, ganhei meu dia. Que a paz de Deus esteja com todos, um abraço fraterno.

    ResponderExcluir
  7. Ainda não assistir ao filme, mas pelo que vi no site do filme, pude perceber algumas alterações em relação as versões apresentadas no livro e cd's tipo aúdio-novelas nos quais escutei. Qndo li e escutei essas versões tinha 15 anos e desde então sempre esperava que fosse lançado em filme, estou muito ansioso para assistir pois foram quase 6 anos de espera. Tomará que seja tão bom quanto as versões em livro e aúdio-novela, pois neles obtive sensações incríveis desde o medo até a paz de espiríto.
    Grande Abraço a todos.

    ResponderExcluir