25 de jun de 2010

Arquitetura Divina

Eles eram como convidados de uma festa, mas que chegavam aos poucos. Eram festejados, admirados, elogiados. Não era possível tocá-los. Mas sua beleza aumentava a cada dia. Nas mãos de hábeis cenógrafos- arquitetos, os prédios de Nosso Lar viraram grandes atrações durante a fase de pré-produção do filme. Cada pessoa que entrava na base de produção não resistia e dava uma espiada naquelas plantas, maquetes de trabalho, esboços de desenhos por sobre as mesas. Um espanto só. A diretora de arte, Lia Renha, o cenógrafo Marcus Ranzani e todos os mais de 15 profissionais que mergulharam sobre as pranchetas ficavam ao redor. Quase que tomando conta...


Uma pequena parte da equipe de arte ao redor do projeto principal da cidade

Hoje, ao vê-los prontos na tela do cinema, aqueles prédios que representam os ministérios, o palácio da governadoria, a área residencial, as escolas, as fábricas, provocam a mesma sensação de antes: fascínio, leveza, fluidez. Exatamente como Lia Renha dizia quando eles ainda estavam embrionários com sua equipe. Sua primeira "inspiração" veio logo nas primeiras reuniões. Chamou o diretor Wagner de Assis e disse: "a arquitetura dos principais prédios dessa cidade tem leveza, fluidez, simplicidade, assim com os trabalhos dos arquitetos Oscar Niemeyer e Santiago Calatrava". Foi apenas uma inspiração. Nada além disso.


A diretora de arte Lia Renha

Ao vermos nos jornais os dois gênios da arquitetura juntos no Rio de Janeiro, nós, da produção, tivemos uma doce confirmação: a sintonia que permeou o trabalho da diretora de arte estava no ar, pairando por sobre a Cidade Maravilhosa e, quem sabe?, por sobre Nosso Lar.

8 comentários:

  1. Ah, muito lindo, adoro os textos daqui!
    Deve ter sido maravilhoso trabalhar na produção desse filme!
    Não vejo a hora de ve-lo

    ResponderExcluir
  2. Não tenho dúvidas de que a inspiração veio do Alto e também, como a Lia disse, pairava no ar onde dois "gigantes" da arquitetura se encontraram. Um projeto como esse não passa despercebido daqueles que têm interesse na divulgação do bem, ainda porque a maior caridade que fazemos à doutrina dos Espíritos é a sua divulgação, já disse Emmanuel. Marilia Menezes

    ResponderExcluir
  3. Ah eu queria ter participado da produção do filme.Não perco esse filme por nada.

    ResponderExcluir
  4. Perfeito, estou contando os dias para a estréia!
    Até lá seguirei as postagens aqui no blog. Abraço a todos, ótimo trabalho!

    ResponderExcluir
  5. Tô contando os dias pra ver esse maravilhoso filme, estou fazendo tudo ao meu alcançe com a família, parentes e amigos a irem assistir no fim de semana da estréia! Será um filme eternamente lembrado! Abraços e beijos de um grande amigo Espírita!!

    ResponderExcluir
  6. Mal posso esperar pela estréia. *-*
    Já tô adorando, só de assistir ao trailer.

    Parabéns a todos, por fazerem com que o cinema fique com mais uma super produção e por ser uma produção assim, tão iluminada ^^

    abraços

    ResponderExcluir
  7. SALVE A ARTE DA TERRA ATÉ MARTE,QUE OS OUTROS ABITANTES FAÇAM PARTE...

    FOI MUITO BOM ENCONTRAR SEU BLOG

    FLAVIO BONÉCO

    ResponderExcluir
  8. Ganhei o livro "Cidades no Além" de minha querida vovó Marilourdes. O tempo passou, me formei como arquiteto e há tempos venho querendo saber o panorama desta arquitetura " celestial" talvez. Uma vez em um livro espírita, se não me engano, no próprio "Nosso Lar", li que as coisas da terra são semelhantes às coisas das cidade espirituais. Os homem fazem como que inspirados por espíritos ou pelo que viram enquanto espíritos. E pelo que vi no trailer, ficou divino e totalmente legível para qualquer pessoa.Vou ver o filme e aprender um pouco...

    Parabéns.

    http://arquitetoleonardo.blogspot.com

    ResponderExcluir