11 de mai de 2010

MISTÉRIOS e MAGIA EM NOSSO LAR

Muita gente nos pergunta sobre quais foram as “coisas mágicas”, os “fatos paranormais” que aconteceram durante as filmagens de Nosso Lar. Certamente, partindo da idéia de que o filme fala sobre o mundo do espíritos, esperam relatos das presenças dos mesmos durante todo o processo.

O que nos interessa aqui não é sublinhar ou listar a presença dos espíritos acompanhando nosso trabalho, com todo o respeito e agradecimento por isso. O que mais chama a atenção, todavia, é algo que surgiu lentamente, fortificou-se e realmente virou um grande “mistério” e evoluiu como a “magia” do filme. Algo que nasceu desde os primeiros dias de trabalho, quando as equipes começaram a ser formadas. E que serviu como lição – proporcionando, até hoje, os mais variados aprendizados. Algo que simboliza, de certa forma, a idéia do filme sobre a vida espiritual.

Na equipe de Nosso Lar, tínhamos profissionais cujas crenças navegavam em todos os mares. Espíritas, sim. Mas também judeus, católicos, evangélicos, umbandistas, hinduístas, budistas, xamanistas, etc Gente cuja religião “é Deus”. Gente que forma sua crença a partir de pedaços de todas as crenças. Que descobre sua fé no dia a dia. Ou ainda, tinha espaço para ateus, marxistas, agnósticos e os “nunca-pensei-sobre-isso”.

Holística, ecumênica, sincrética. A produção foi chamada de todas as formas. Seja como ficção, seja como receita de vida, a história de Nosso Lar provocava diariamente discussões acerca do mundo espiritual. Muitas perguntas ficaram sem respostas. Muitas respostas transformaram muitos. O tema vida-morte não é simples. Alma não tem religião. E o espírito é a última fronteira da humanidade. Sim, por isso entendemos que muitos continuam afirmando que “esse é um filme diferente”.

Durante a produção do filme Nosso Lar, a grande magia que nasceu foi a busca pela harmonia entre diferenças. A busca pelo respeito total ao semelhante. O entendimento do homem como ser único – frágil, forte, errando e acertando. Todos no caminho, reto ou torto, de uma vida melhor. Ninguém passou impune.

Eis o grande “mistério” de Nosso Lar. A magia que jamais esqueceremos.

12 comentários:

  1. Lindo post!
    Infelizmente, à medida que este universo vai sendo parcialmente reconhecido por uma população maior, também as curiosidades vão se aflorando. Quando se trata de conceitos espíritas, é quase inevitável a busca pelos "causos", rs. Muito bonita a maneira como vocês abordaram isso.

    ResponderExcluir
  2. Tenho a absoluta certeza de que será a melhor obra cinematográfica brasileira, com a possibilidade de OSCAR podem acreditar!!! Já tive essa impressão desde o trailer que vi no cinema quando fui assistir ao Chico Xavier.
    Foi um avanço enorme para o cinema nacional, afinal o Brasil tem muito mais a oferecer do que os cinefavelas obscuros.

    Abraço Fraterno!!!

    ResponderExcluir
  3. A verdade absoluta e total está centrada em uma palavra: respeito. No momento em que o ser humano passar a tratar o semelhante como gostaria de ser tratado, muitos problemas do mundo desaparecem. Parabéns pelo lindo post.

    ResponderExcluir
  4. Lindo post! Nosso Lar é um filme de cura!

    ResponderExcluir
  5. É grande a minha alegria em saber que o livro que mudou a minha vida 17 anos atrás poderá mudar e de muitos que irão assistir ao filme, com certeza como já disseram será a obra cinematográfica mais importante de nossa historia, estou muito orgulhoso desse filme ter sido feito por Brasileiros, sempre tive medo de que algum gringo fizesse um filme desse livro e não fizesse uma boa adaptação, Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  6. Esse filme entrará para a história do cinema brasileiro! No que estiver ao meu alcance, todos saberão dele.

    Tomara que seja um divisor na maioridade da humanidade também!

    Espero por outros,como "Há dois mil anos"

    ResponderExcluir
  7. eu acho que este filme vai ser o melhor filme de 2010, e entrara para a historia do cinema
    brasileiro.

    ResponderExcluir
  8. Este filme com certeza entrará para a historia do mundo,sucesso total!

    ResponderExcluir
  9. Muito bom. É impressionante como o Prietto está parecido com André Luiz. Temos certeza que este filme será o despertar para a nova sociedade universal que tanto o plano superior tem esperado de nós; onde a fraternidade, o amor e a ciência alcançarão patamares inimagináveis.
    Estamos com vocês!!!
    Abraço
    João Carlos

    ResponderExcluir
  10. Rubens Mochi de Miranda26 de maio de 2010 21:00

    Parabéns, pelo trabalho, pela seriedade e pela forma realista de traduzir, no cotidiano do trabalho de vocês, a maravilha que é a vida: conviver, aprender e evoluir. Sempre!

    ResponderExcluir
  11. Marcelo M. Resende7 de junho de 2010 11:28

    Este trabalho marca o inicio do desvendar do mundo espiritual, já foram feitos filmes maravilhosos de pessoas que marcaram suas passagens pela terra, mas pela primeira vez, um filme retrata o mundo espiritual pela ótica de um irmão desencarnado. Parabens pela iniciativa, tenho certeza, que, teremos outras obras do mesmo quilate sendo produzidas, pela própria necessidade do homem em conhecer as coisas.

    ResponderExcluir
  12. "Ninguém passou impune."

    Ninguém jamais passa impune. Mas tudo, tudo passa. Isso também passa, mas guardem com carinho na memória - pode servir lá na frente :)

    ResponderExcluir